Imagem capa - Projeto Família – a importância da fotografia documental por Emidio Michele Matos Mercante
Projetos

Projeto Família – a importância da fotografia documental

As ações de seu cotidiano e cada gesto de carinho são eternizadas por meio da lente do fotógrafo 


Experimente pedir para seus pais as fotografias que as famílias tiravam antigamente. Quase todas elas eram posadas, sérias, sem demonstrar qualquer reação. Olhando para elas, não sabíamos se a família era feliz ou não, afinal, as fotografias eram utilizadas mais por formalidade, algo protocolar.

Podemos perceber que a definição de “fotos de família” mudou muito com os anos, e isso é bom. Porque agora, o que mais se preza, é documentar a rotina e as emoções que envolvem o dia a dia de uma família moderna.

Sabemos que são nas pequenas ações que mostramos nosso amor pelo filho, pelo marido ou esposa, pelos familiares: dar um beijo de bom dia, rir de uma piada, servir o café da manhã favorito, arrumar juntos a casa, assistir deitados um filme...

São justamente esses pequenos momentos que a fotografia documental valoriza. Vou contar com mais detalhes como funciona o Projeto Família.


O que é fotografia documental?

Gosto de definir que é uma forma de revelar emoções no cotidiano, dentro de seu lar, com sua família. É retratar os momentos os quais a família passa unida. 


Qual a diferença com os demais tipos de ensaio? 

A fotografia documental exige um olhar artístico e investigativo do fotógrafo, uma vez que ele deve captar cada momento importante, sabendo que talvez ele não se repita mais. A espontaneidade exige do fotógrafo agilidade e sensibilidade para captar aquele momento verdadeiro e singelo.


O que é fotografado?

Caso a família não coloque nenhuma restrição, absolutamente tudo. Não apenas o envolvimento dos familiares, mas também as histórias que o cercam, hobbys que fazem parte da rotina, como correr, andar de bicicleta, objetos de valor sentimental, os pets que fazem parte da família, entre outros.


Onde é realizado o ensaio?

Preferencialmente no lar da família, onde eles interagem a maior parte do dia, e em locais que estejam diretamente associados aos integrantes, como a praça do condomínio, o parque onde andam de bicicleta ou o jardim que costumam fazer pique-nique.

Quer conhecer mais sobre o Projeto Família? Entre em contato comigo, adorarei conversar com você.